Dicas para atividades em sala de aula com crianças e adolescentes

Principalmente para as crianças do ensino infantil e fundamental, é importantíssimo que existam dinâmicas em grupo, para promover a socialização e também a diversão e aprendizado dos pequenos.

Assim como para crianças, os adolescentes também gostam de atividades que apesar de não serem mais lúdicas, sejam inteligentes e divertidas, que os façam interagir e entender melhor algumas áreas das matérias mais complicadas da escola como Matemática e Português por exemplo.

Neste artigo, vamos ver algumas dicas para Atividades em sala de aula com crianças e adolescentes, que serão incríveis para os momentos de lazer ou no final e início das aulas e ano letivo, e que professores e também os pais podem colocar em prática em sua casa.

Técnica da sala invertida

A técnica da sala invertida é uma forma de divertimento e aprendizado, que pode não só garantir uma boa nota aos alunos, como ser uma forma de interação bem interessante. A técnica consiste em dividir os alunos em pequenos grupos e dar a eles um tema para fazerem uma pequena apresentação.

A ideia é incentivar o falar em público e se apresentar, além de ajuda-los como mentor de todo processo. A ideia é que eles se coloquem no lugar do professor e entendam a visão dele da sala e também como apresentarem algo para todos e trabalhem em grupo e pesquisando.

Faça atividades fora da sala de aula

Toda escola possui aulas especiais onde o professor e alunos saem para conhecer eventos, bibliotecas, museus e teatros, porém é possível fazer trabalhos no pátio da escola ou em outras áreas em comum dentro da escola, que divertem e mudam o ritmo das aulas, deixando-as mais dinâmicas.

De vez em quando, surpreenda seus alunos com aulas temáticas e fora da caixinha, ou seja, da sala de aula, tendo atividades que além de aprenderem muito, ainda auxilia na interação entre eles.

Problema/Solução

PROBLEMA OU SOLUÇÃO

Todo mundo gosta de encarar uns desafios como quebra-cabeças inteligentes. Para trabalhar com adolescentes principalmente, as atividades que promovem o pensar em formas de sair de um determinado lugar por exemplo, são desafiadoras e colocam o raciocínio para funcionar.

Para as crianças pequenas, a ideia é apostar em quebra-cabeças comuns ou no máximo algo que gire em torno de pequenos e simples problemas de matemática. Para os adolescentes mais avançados, jogos que precisem usar a lógica são mais interessantes.

Incentive a leitura e faça atividades com livros

Crie grupos de leitura em sala de aula. Mude a posição das cadeiras e sente em círculo por exemplo, depois é só escolher um livro e incentivar as crianças ou adolescentes a lê-lo naquela semana, falando dele na semana seguinte.

Fica ao critério do professor se valerá nota ou não, mas é um incentivo ótimo para que as crianças e jovens tenham prazer em ler e encontrem nos livros um amigo sempre presente. Incentive-os a visitar a biblioteca da escola e a baixar ebooks gratuitos na internet, pois isso também são ótimas fontes de conhecimento e leitura.

Não abra mão da tecnologia

Hoje em dia a tecnologia é primordial, e um bom professor não abre mão dessa tecnologia na hora de dar aulas para seus alunos. A grande maioria das escolas hoje em dia, faz uso de alguns dispositivos como tablets e computadores, além do smartphone dos alunos.

Use tablets, os próprios smartphones dos alunos e também o computador, para acessar sites educacionais e baixar apps que tenham jogos que ajudam no raciocínio e são bem coloridos, fáceis de mexer e divertidos.

Elemento surpresa nas aulas

O elemento surpresa nas aulas, nada mais é do que pegar um dia na semana como a sexta-feira, e definir que nela você trará sempre algum “mimo” para os alunos, desde que eles atinjam as metas da semana. Por exemplo, concluíram com sucesso a leitura de um clássico ou foram bem na prova de matemática, ganham bombons ou um brinquedo.

Use a criatividade e garanta sempre algo diferente e que não seja caro mas que tenha valor, que desperte interesse. A ideia pode ser feita todo fim de mês, da maneira que o professor decidir, mas sem dúvida é uma ótima forma de incentivá-los e dar um ânimo diferente nas aulas.

Ensine os alunos a aprenderem, não apenas em ter boas notas

ALUNOS

Para concluir, seja qual for as ideias mais criativas de atividades em sala de aula com crianças e adolescentes, o fundamental é que os alunos não façam tudo apenas pensando nas notas, mas sim em efetivamente aprender. Hoje vemos muitas pessoas saindo das escolas com um diploma, porém sem condições de escrever uma redação ou fazer cálculos simples, ainda que com boas notas.

É preciso que os alunos entendam que as notas tem seu valor, mas o importante é que elas realmente entendam como algo funciona, o que é e enfim, saber usar e usar bem. Todas atividades lúdicas ajudam nesse processo de aprendizado e de quebra ter um boletim que combine com seu conhecimento adquirido.